O sistema ClearSight aumenta os benefícios da monitorização hemodinâmica para uma população de pacientes maior, incluindo seus pacientes cirúrgicos de moderado e alto risco.1,2,3 Aproveitando tecnologia comprovada do sistema Nexfin,2,4 o sistema ClearSight fornece clareza aos médicos sem as barreiras da complexidade ou da invasividade.5
Sistema ClearSight

Simplicidade não invasiva. Clareza de última geração.

O sistema não invasivo ClearSight fornece informações hemodinâmicas valiosas para maior população de paciente, permitindo tomada de decisões mais precisas sobre a administração de volume em cirurgias de risco moderado a alto.1,2,3

Oferecendo clareza em todos os momentos.

O sistema ClearSight conecta-se rapidamente ao paciente ao envolver uma braçadeira inflável ao redor do dedo.6 A simplicidade do sistema ClearSight oferece acesso não invasivo a informações hemodinâmicas automáticas e atualizadas para uma população maior de pacientes, incluindo pacientes idosos ou obesos, nos quais normalmente um cateter arterial não seria colocado.  Assim, permitindo tomada de decisões mais precisas sobre a administração de volumes.5

Uma abordagem simples e não invasiva para monitorar os principais parâmetros hemodinâmicos.

Parâmetros dinâmicos e baseados em fluxo, como VS e VVS, fornecidos pelo sistema ClearSight, podem ser usados em protocolos de terapia guiada por metas no perioperatório ("PGDT"), e são fundamentais para a administração do volume ideal a pacientes com risco de desenvolvimento de complicações.7

Dedeira Clearsight
Tecnologia do sistema Clearsight
Dedeira Clearsight
História do Clearsight
Suporte Clínico Visual EV1000
Dedeira Clearsight

Tecnologia do sistema Clearsight

Dedeira Clearsight

História do Clearsight

Suporte Clínico Visual EV1000

Ao utilizar a comprovada tecnologia Nexfin, o sistema ClearSight oferece clareza aos médicos, sem as barreiras da complexidade ou da invasão. 1,16Essa tecnologia também tem sido usada como padrão para monitoramento no espaço. 8

A tecnologia Nexfin tem sido amplamente validada ao longo dos anos. 1,9A medição da Pressão Arterial teve um bom desempenho em relação a métodos não invasivos intermitentes e invasivos contínuos. 4,10Estudos concluem que a tecnologia Nexfin mede a Pressão Arterial de acordo com os critérios da AAMI 3 Além disso, dados clínicos demonstram que a Pressão Sanguínea da tecnologia Nexfin é mais precisa do que uma braçadeira de Pressão Arterial tradicional de braço quando comparada a medidas invasivas em pacientes submetidos à cirurgia ortopédica. 10

Da mesma forma, o Débito Cardíaco da tecnologia Nexfin foi validado contra vários métodos de referência, incluindo termodiluição pulmonar, termodiluição transpulmonar, ecodoppler transesofágico/torácico e reinalação de gás inerte. Erros percentuais variam de 23% a 39%, o que é comparável a métodos mais invasivos. 4,10,12,13 Maiores erros foram relatados, mas estes ocorreram em pacientes graves e instáveis, onde um fluxo periférico comprometido pode afetar o desempenho da tecnologia Nexfin. 15

Além da capacidade de medir valores absolutos do Débito Cardíaco, vários estudos demonstraram que a tecnologia Nexfin é capaz de monitorar de forma confiável as mudanças no Débito Cardíaco. Como resultado, estudos concluíram que a tecnologia Nexfin é um monitor adequado para a medição contínua do Débito Cardíaco no perioperatório. 1,4,12

Estudos de validação da pressão arterial

Vs. Braçadeira não invasiva de braço   Pacientes  Viés ±DV
Nowak et al. – Am J Emergency Med 2011 32 40 pacientes de ED  SYS -0.9±23.3/ DIA -2.5±8.1
Akkermans et al. – Hypertension in Pregnancy 2009 33 33 pacientes grávidas  SYS 2.3±6.8/ DIA -2.5±8.1
Eeftinck Schattenkerk et al. – Am J Hypertension 2009 34 104 voluntários  SYS 4.3±9.3 / DIA -2.5±8.1
Vs. Linha radial invasiva 
Martina et al. – Anesthesiology 2012 35 50 pacientes de cirurgia cardíaca PAM 2.2±6.4
Fischer et al. – Brit J Anesthesia 2012 36 44 pacientes de cirurgia cardíaca  PAM 4.6±6.5
Martina et al. – ASAIO J 2010 37 18 pacientes durante a CEC   PAM -1.3±6.5
Kalmar et al. – ASA 2012 38 110 pacientes de sala de cirurgia PAM 3.0±9.0

Estudos de validação de débito cardíaco

Vs. Termodiluição pulmonar  Pacientes Erro de Porcentagem
Bubenek-Turconi – Anesth & Analg 201339 25 pacientes pós-revascularização miocárdica 39%
Bogert et al – Anaesthesia 2010 40 25 pacientes pós-revascularização miocárdica 30%
Stover et al – BMC Anesthesiology 200941 10 pacientes gravemente doentes na UTI 29%
Vs. Termodiluição transpulmonar     
Broch et al – Anaesthesia 2012 42 40 pacientes de cirurgia cardíaca 23%/26%
Monnet et al – Critical Care 2012 43 45 pacientes gravemente doentes na UTI 57%
Vs. Ecodoppler transtorácico    
Van der Spoel et al. – J Clin Anesth 2012 44 40 pacientes ASA 1 e 2 39%
Van Geldorp et al. – Europace 2011 45 23 pacientes com TRC 15%
Vs. Ecodoppler esofágico     
Chen et al. J Clin Anesth 2012 46 23 pacientes ASA 1-3 37%

A tecnologia não invasiva Nexfin foi desenvolvida nos últimos 35 anos, e foi validada em relação a outras tecnologias padrão de referência. A partir da década de 1970, a pressão arterial dos dedos foi medida usando-se a tecnologia de sensor.1,9 

Esta  tecnologia foi baseada em dois métodos:

  • O método de braçadeira de volume para medir continuamente a Pressão Arterial9
  • O método Physiocal para calibração inicial e frequente16 

A essência do método da braçadeira de volume envolve fixar a artéria a um volume constante, fornecendo pressão igual em ambos os lados da parede arterial. O volume é  medido por um foto-pletismógrafo embutido na dedeira16.

A contrapressão é aplicada por uma bexiga inflável dentro da dedeira, e é ajustada 1000 vezes por segundo para manter o volume arterial constante.  Physiocal é o método em tempo real para determinar o volume "descarregado" arterial adequado, isto é, o volume sem um gradiente de pressão sobre a parede arterial. O Physiocal analisa a curvatura e nitidez do pletismograma durante episódios curtos de níveis de pressão constantes. Em seguida, ele recalibra automaticamente e periodicamente o sistema, permitindo o rastreamento preciso das alterações fisiológicas, por exemplo, no tônus vasomotor.16

Descriçãono do Modelo
Multi Pack Pequeno de Dedeiras ClearSight CSCS
Multi Pack Médio de Dedeiras ClearSight CSCM
Multi Pack Grande de Dedeiras ClearSight CSCL
Plataforma Clínica EV1000 NI EV1000NI

Conectividade via IFM através de uma conexão serial, HL7 através de uma conexão Ethernet ou mecanismo de integração HL7.

Produto para Saúde autorizado no Brasil pela ANVISA - Registro No 80219050157 (ClearSight)

Aplicação clínica

Para pacientes cirúrgicos de risco moderado a alto que normalmente não recebem uma linha arterial, o sistema de última geração ClearSight oferece uma abordagem simples para monitorar os principais parâmetros hemodinâmicos, incluindo: 2,3,5

  • Volume Sistólico (VS)
  • Variação do volume sistólico (SVV)
  • Débito Cardíaco (DC)
  • Resistência vascular sistêmica (RVS)
  • Pressão sanguínea contínua (cBP)
  • Informações hemodinâmicas valiosas em cirurgias de risco moderado a alto

Com a integração da dedeira ClearSight de última geração na plataforma clínica EV1000, uma única plataforma pode agora ser utilizada com opções de monitoramento hemodinâmico não invasivo e minimamente invasivo, como o sensor FloTrac. O sistema ClearSight também envia uma pressão analógica para visualizar a pressão arterial não invasiva em um monitor de leito.

Mais de 30 ensaios clínicos randomizados e mais de 14 metanálises demonstraram os benefícios clínicos da otimização hemodinâmica em relação ao gerenciamento de volume tradicional. 27-30 Uma grande quantidade de evidências demonstra que a otimização hemodinâmica por meio da Terapia Guiada por Metas no Perioperatório ("PGDT"), utilizando parâmetros dinâmicos que são capazes de determinar a resposta a fluídos, tem demonstrado reduzir as complicações pós-cirúrgicas.

Educação clínica da Edwards

Educação hemodinâmica para obter avanço clínico contínuo

Com um compromisso de longo prazo para melhorar a qualidade dos cuidados com pacientes cirúrgicos e críticos por meio da educação, a Edwards Clinical Education atende você onde quer que você esteja no processo de aprendizado — com um contínuo de recursos e ferramentas que o apoiam continuamente nos desafios clínicos enfrentados hoje e no futuro.

Para mais informações educacionais

Implementação do produto

Animação da visão geral da tecnologia ClearSight

Esta animação analisa a tecnologia por trás do sistema ClearSight, e como ele mede a pressão sanguínea e o débito cardíaco não invasivos continuamente apenas a partir da dedeira ClearSight.


Diferencial Edwards

Estamos empenhados em fornecer à sua instituição, seus médicos e seus funcionários os mais altos níveis de atendimento ao cliente e suporte para garantir uma fácil implementação do produto e o uso contínuo, incluindo:

  • Atendimento ao cliente – Ligue para (11) 5567-5200 - opção 2 para falar com um Representante de Atendimento ao Cliente

Entre em contato com um representante comercial

References:
  1. Bubenek S, Craciun M, Miclea I, Perel A. Noninvasive continuous cardiac output by the Nexfin before and after preload-modifying maneuvers: a comparison with intermittent thermodilution cardiac output. Anesthesia & Analgesia 2013; 117(2):366-72.
  2. Maguire S, Rinehart J, Vakharia S, Cannesson M. Respiratory variation in pulse pressure and plethysmographic waveforms: Intraoperative applicability in a north American academic center. Anesthesia & Analgesia 2011; 112: 94-96
  3. Martina J. Noninvasive continuous arterial blood pressure monitoring with NexFin. Anesthesiology 2012; 116: 1-12.
  4. Broch O, A comparison of the Nexfin and transcardiopulmonary thermodilution to estimate cardiac output during coronary artery surgery. Anesthesia 2012; 1-7.
  5. Truijen J, Lieshout J, Wesselink W, Westerhof B. Noninvasive continuous hemodynamic monitoring 2011. Journal of Clinical Monitoring and Computation; 4: 267-78.
  6. Eeftinck D. Nexfin noninvasive continuous blood pressure validated against riva-Rocci/Korotkoff 2009. American Journal of Hypertension; 22: 378-383.
  7. Michard F, Rational fluid management: dissecting facts from fiction 2012. British Journal of Anesthesia 108: 369-371
  8. Hughson R, Cardiovascular regulation during long-duration spaceflights to the International Space Station. Journal of Applied Physiology 2011; 112: 719-727
  9. Penaz J. Photoelectric measurement of blood pressure, volume and flow in the finger. International Conference on Medical and Biological Engineering. 1973; 1-3
  10. Sterr J, Comparison of the continuous noninvasive Nexfin monitoring system with conventional invasive methods to measure arterial blood pressure in high risk hip surgery. European Journal of Anesthesiology 2013;30: 35
  11. Bogert L, Pulse contour cardiac output derived from non-invasive arterial pressure in cardiovascular disease. Anesthesia 2010; 10: 1365-2044
  12. Chen G, Comparison of noninvasive cardiac output measurements using the Nexfin monitoring device and the esophageal Doppler. Journal of Clinical Anesthesia 2012; 24: 275-283
  13. Van der Spoel AG, Comparison of noninvasive continuous arterial waveform analysis (Nexfin) with transthoracic Doppler echocardiography for monitoring of cardiac output. Journal of Clinical Anesthesia 2012; 24: 304-309.
  14. Monnet X, The estimation of cardiac output by the Nexfin device is of poor reliability for tracking the effects of a fluid challenge. Critical Care 2012; 16:R212
  15. Wesseling K, Physiocal, calibrating finger vascular physiology for Finapress. TNO Biomedical Instrumentation 1995; 1-16
  16. Cecconi M, Fasano N, Langiano N, et al. Goal directed haemodynamic therapy during elective total hip arthroplasty under regional anaesthesia. Crit Care. 2011;15:R132
  17. Sinclair S, James S, Singer M. Intraoperative intravascular volume optimization and length of hospital stay after repair of proximal femoral fracture: randomised controlled trial. AMJ. 1997;315:909–912.
  18. Gan T, Soppitt A, Maroof M, et al. Goal-directed intraoperative fluid administration reduces length of hospital stay after major surgery. Anesthesiology. 2002;97(4):820–826.
  19. Venn R, Richardson P, Poloniecki J, Grounds M, Newman P. Randomized controlled trial to investigate influence of the fluid challenge on duration of hospital stay and perioperative morbidity in patients with hip fractures. Br J Anaesth. 2002;88(1):65–71.
  20. Conway D, Mayall R, Abdul-Latif M, Gilligan S, Tackaberry C. Randomised controlled trial investigating the influence of intravenous fluid titration using oesophageal Doppler monitoring during bowel surgery. Anaesthesia. 2002;57(9):845–849.
  21. McKendry M, McGloin H, Saberi D, Caudwell L, Brady A, Singer M. Randomised controlled trial assessing the impact of a nurse delivered, flow monitored protocol for optimisation of circulatory status after cardiac surgery. BMJ. 2004;329:358.
  22. Wakeling H, McFall M, Jenkins C, Woods W, Barclay G, Fleming S. Intraoperative oesophageal Doppler-guided fluid management shortens postoperative hospital stay after major bowel surgery. Br J Anaesth. 2005;95(5):634–642.
  23. Noblett S, Snowden C, Shenton B, Horgan A. Randomized clinical trial assessing the effect of Doppler-optimized fluid management on outcome after elective colorectal resection. BJS. 2006;93(9):1069–1076.
  24. ChytraI, Pradl R, Bosman R, Pelnar P, Kasal E, Zidkova A. Esophageal Doppler-guided fluid management decreases blood lactate levels in multiple-trauma patients: a randomized controlled trial. Crit Care. 2007;11:R24.
  25. Benes J, ChytraI, Altmann P, et al. Intraoperative fluid optimization using stroke volume variation in high risk surgical patients: results of prospective randomized study. Crit Care. 2010;14:1-15.
  26. Grocott et al. Perioperative increase in global blood flow to explicit defined goals and outcomes after surgery: a Cochrane systematic review. Br J Anaesth 2013
  27. Giglio MT, Marucci M, Testini M, Brienza N. Goal-directed haemodynamic therapy and gastrointestinal complications in major surgery: a meta-analysis of randomized controlled trials. Br J Anaesth 2009; 103: 637–46
  28. Dalfino L, Giglio MT, Puntillo F, Marucci M, Brienza N. Haemodynamic goal-directed therapy and postoperative infections: earlier is better. A systematic review and meta-analysis. Crit Care 2011; 15: R154
  29. Corcoran T et al. Perioperative Fluid Management Strategies in Major Surgery: A Stratified Meta-Analysis. Anesthesia – Analgesia 2012
  30. Bellamy, MC. Wet, dry or something else? B J Anaestha. 2006; 97(6): 755–757
  31. Nowak et al, The inability of emergency physicians to adequately clinically estimate the underlying hemodynamic profiles of acutely ill patients.  American Journal of Emergency Medicine.  2012; 30: 954–960
  32. Akkermans J, Continuous noninvasive blood pressure monitoring, a validation study of Nexfin in a pregnant population.  Hypertension in Pregnancy 2009; 28: 230-242
  33. Eeftinck D.  Nexfin noninvasive continuous blood pressure validated against riva-Rocci/Korotkoff. American Journal of Hypertension 2009; 22: 378-383
  34. Martina J, Noninvasive continuous arterial blood pressure monitoring with NexFin.  Anesthesiology 2012; 116: 1-12
  35. Fischer M,  Non-invasive continuous arterial pressure and cardiac index monitoring with Nexfin after cardiac surgery.  British Journal of Anesthesia 2012; 109: 514-521
  36. Martina J. Noninvasive blood pressure measurement by the Nexfin monitor during reduced arterial pulsatility: a feasibility study. ASAIO J. 2010 May-Jun; 56(3): 221-7.
  37. Kalmar AF, Validation of Continuous Noninvasive Arterial Blood Pressure Measurements During General Anesthesia, abstract presented at the Anesthesiology Annual Meeting, 2012
  38. Bubenek S, Craciun M, Miclea I, Perel A.  Noninvasive continuous cardiac output by the Nexfin before and after preload-modifying maneuvers: a comparison with intermittent thermodilution cardiac output.  Anesthesia & Analgesia  2013; 117(2):366-72.
  39. Bogert L, Pulse contour cardiac output derived from non-invasive arterial pressure in cardiovascular disease. Anesthesia 2010; 10: 1365-2044
  40. Stover J, Noninvasive cardiac output and blood pressure monitoring cannot replace an invasive monitoring system in critically ill patients.  BMC Anesthesiology 2009, 9:6  
  41. Broch O, A comparison of the Nexfin  and transcardiopulmonary thermodilution to estimate cardiac output during coronary artery surgery.  Anesthesia 2012; 1-7.
  42. Monnet X, The estimation of cardiac output by the Nexfin device is of poor reliability for tracking the effects of a fluid challenge. Critical Care 2012; 16:R212
  43. Van der Spoel AG, Comparison of noninvasive continuous arterial waveform analysis (Nexfin) with transthoracic Doppler echocardiography for monitoring of cardiac output. Journal of Clinical Anesthesia 2012; 24: 304-309.
  44. Van Geldopr IE, Comparison of a non-invasive arterial pulse contour technique and echo Doppler aorta velocity-time integral on stroke volume changes in optimization of cardiac resynchronization therapy.  Europace 2011;13(1):87-95.
  45. Chen G, Comparison of noninvasive cardiac output measurements using the Nexfin monitoring device and the esophageal Doppler. Journal of Clinical Anesthesia 2012; 24: 275-283

Informações importantes sobre segurança

Aviso: A legislação federal norte-americana restringe este dispositivo para venda por ou a pedido de um médico.
Consulte as Instruções de Uso ("IFU")/Orientações de Uso ("DFU") para obter informações completas sobre receitas, incluindo indicações, contraindicações, avisos, precauções e eventos adversos.

Informações importantes sobre segurança

Aviso: A legislação federal norte-americana restringe este dispositivo para venda por ou a pedido de um médico.
Consulte as Instruções de Uso ("IFU")/Orientações de Uso ("DFU") para obter informações completas sobre receitas, incluindo indicações, contraindicações, avisos, precauções e eventos adversos.

Please update your browser

Please update to a current version of your preferred browser, this site will perform effectively on the following:

Unable to update your browser?

If you are on a computer, that is maintained by an admin and you cannot install a new browser, ask your admin about it. If you can't change your browser because of compatibility issues, think about installing a second browser for browsing and keep this old one for compatibility